Sábado, 3 de Maio de 2008

O outro lado d'O "desinteresse" dos jovens pela Política

Disponível também em http://cidadescriativas.blogs.sapo.pt

 

A análise sobre atitudes e comportamentos políticos dos jovens em Portugal foi o mote para a reflexão que se instalou no nosso país e da qual é importante retirar algumas ilações, como jovens que somos, jovens que querem ter uma voz activa na sociedade de hoje e de amanhã.

Um exemplo disso mesmo começa na participação em iniciativas que nos levam a pensar e agir dentro do âmbito da nossa cidade, tendo uma maior percepção da rede do poder local. Falamos em diligências como as que são levadas a cabo pela organização do concurso “cidades Criativas”, que nos aproximam cada vez mais daquilo em que assenta quer o poder político local quer o sistema nacional. Seria interessante, nesta perspectiva, aplicar esta metodologia em muitos outros projectos que, actualmente, são lançados aos jovens.

                É, contudo, notável também que existem muitos jovens (e não só) que se distanciam desde muito cedo da política, facto que figura como uma das conclusões do estudo em questão e o qual não podemos negar. Talvez, seja então importante pensar em medidas que comecem a abranger os mais novos, sendo plausível uma reestruturação da abordagem feita pelas escolas, desde o básico, sobre aspectos políticos e históricos de Portugal, para que desde muito cedo se consiga o tal envolvimento com a sociedade política portuguesa.

                A questão levantada pela comemoração do 25 de Abril poderia também ser feita considerando muitos outros pontos, como a adesão de Portugal à CEE ou os diversos tratados discutidos/formalizados desde então. O que acontece é que estes assuntos não ultrapassam, de certa forma, as assembleias da República, dos partidos políticos até às assembleias locais. Tudo isto para que, mais uma vez, existisse uma maior abertura dos órgãos políticos para com a sociedade, neste caso concreto os mais jovens.

                A prática da cidadania como um valor deve começar nas escolas. É preciso, portanto, saber incutir isto nos mais jovens e agir como tal, potenciando atitudes críticas e reflexivas para com a sociedade que nos rodeia.

sentimo-nos: interventivos!

publicado por amarante_csg às 12:52
link do post | comentar | favorito

.Quem somos

Alunos do Colégio de São Gonçalo, 12º ano, de Ciências e Tecnologias a participar no Concurso Nacional de ideias "Cidades Criativas" - reflexão e estudo sobre as cidades portuguesas . Helena Melo, Ricardo Silva, Marlene Ribeiro, Rita Magalhães, Sara Carvalho

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.posts recentes

. O outro lado d'O "desinte...

.tags

. todas as tags

.links

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.posts recentes

. O outro lado d'O "desinte...

.pesquisar